Pular para o conteúdo

A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação  (MTI) aderiu ao Programa Nacional de Prevenção à Corrupção (PNPC), que possibilita o diagnóstico de suscetibilidade à corrupção por meio do preenchimento de autoavaliação via sistema e-Prevenção, visando o aprimoramento dos nossos mecanismos de controle e de integridade. O PNPC é uma iniciativa inédita da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA), com coordenação e execução pela Rede de Controle da Gestão Pública, por meio do TCU e da Controladoria Geral da União (CGU), tendo, aqui no Estado de Mato Grosso, o apoio da Controladoria Geral do Estado (CGE/MT), que foi uma das primeiras instituições públicas do Estado a ingressar no programa, e realiza consultoria aos órgãos, a fim de orientar e auxiliar na adesão ao programa.  

A MTI recebe hoje o selo de participante do programa, como forma de demonstração pública do nosso compromisso com a melhoria dos controles e da integridade em nossas rotinas.  

 
Saiba mais:  
 
 
CGE é órgão participante do Programa Nacional de Prevenção à Corrupção (PNPC) - Notícias - CGE