Pular para o conteúdo
Voltar

Servidores da MTI participam de capacitação online sobre ética e responsabilidade social

Evento foi realizado pela Unidade de Gestão de Conformidade, Riscos e Segurança da Informação
Uathane Aguiar | MTI

Card da 1° Semana da Integridade realizada pela MTI - Foto por: Uathane Aguiar
Card da 1° Semana da Integridade realizada pela MTI
A | A

Servidores da MTI (Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação) participaram, entre os dias 16 e 18 de novembro, da 1ª Semana da Integridade MTI, cujo objetivo foi fortalecer o conhecimento sobre práticas de integridade, ética, transparência, responsabilidade social, prevenção à fraude e corrupção. 

Para o presidente da MTI, Cleberson Antônio Sávio Gomes, o evento, realizado de modo virtual, seguiu orientações da Lei Estadual 13.303/2016, que determina treinamento periódico sobre o Código de Conduta e Integridade e sobre a política de gestão de riscos a administradores. 

"Muito além do cumprimento de uma lei, a Semana da Integridade é importante para refletir sobre como a conduta ética e íntegra pode afetar nosso dia-a-dia e como cada colaborador, dentro de sua responsabilidade, pode agir. Esta reflexão pode nortear como devemos conduzir nossa equipe em cada entrega, para, consequentemente, contribuir com os resultados da empresa”, avaliou o presidente.

O treinamento do Código de Conduta e Integridade foi ministrado pela gerente da Unidade de Gestão de Conformidade, Riscos e Segurança da Informação da MTI (UNICRS), Ana Beatriz Colaço, que disponibilizou, em PDF, o material apresentado aos interessados.

Durante os encontros, os servidores contaram com as palestras “Cultura do Segredo x Cultura da Transparência”, ministrada por Elba Vicentina, secretária Adjunta de Ouvidoria Geral e Transparência, e Aline Landini, analista da Ouvidoria Geral e Transparência, ambas da Controladoria Geral de Mato Grosso (CGE).

Também foram ministradas as palestras “Decifre e Influencie Pessoas para ter sucesso nos relacionamentos”, com master coach Lucimara Teles e a coach Maria Pissulti, que, além de graduadas, respectivamente, em Direito e Economia, são formadas pela Febracis Coaching.

Também participaram do evento, o auditor do Estado lotado na Unidade de Integridade da CGE, Rodrigo Amorim, que abordou o tema  “Integridade Corporativa - Desafios e Benefícios”; e o superintendente de Desenvolvimento do Controle Interno, auditor Norton Glay Sales dos Santos, com o tema “Controles Internos - As três linhas de defesa”.

Segundo a organizadora do evento, Ana Beatriz Colaço, falar sobre compliance e integridade extrapola 'seguir regulamentos e normas postas', por abrange, também, a necessidade da observância dos princípios e valores norteadores da MTI. “Por isso, é importante a participação de todos os colaboradores, pois disseminando os valores que desejamos em nosso negócio, conseguimos criar um ambiente mais favorável às entregas e à boa convivência no ambiente de trabalho”, afirmou.

“É muito importante ter em mente, que nossas ações geram consequências, sejam elas positivas ou negativas. Quanto mais trabalharmos a integridade na MTI, mais iremos uniformizar essas ações e gerar consequências positivas, o que refletirá na imagem da empresa perante a sociedade”, completou.

Também fizeram parte da organização do evento a Unidade Setorial de Controle Interno (Uniseci), Ouvidoria e Transparência e a Unidade de Gestão de Pessoas (UGPES).

A gravação das palestras está disponível no Youtube.