Pular para o conteúdo
Voltar

MTI iniciou instalação de novos cabos ópticos da Rede Infovia

Estão previstos a construção de aproximadamente 13 mil metros de rede subterrânea
Thaís Olegário | MTI

Obras no Centro Político Administrativo para a instalação de cabos ópticos para a Rede Infovia-M. - Foto por: Thaís Olegário
Obras no Centro Político Administrativo para a instalação de cabos ópticos para a Rede Infovia-M.
A | A

A MTI (Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação) deu o pontapé inicial para a instalação de novos cabos ópticos para a Rede Infovia-MT. A previsão de conclusão é até março de 2023. Nesta fase, a previsão é instalar cerca de 13 mil metros de rede subterrânea, que beneficiará todas as unidades do Executivo, além de outros setores, como OAB, associações, Assembleia Legislativa, entre outros que funcionam no Centro Político Administrativo

A construção da Infovia-MT contou com investimento de R$ 2,5 milhões, recursos do Programa Mais MT. A previsão total é de R$ 9 milhões. A Infovia é composta por dois segmentos - rede local e rede metropolitana.

A nova malha óptica, além de conectar o Centro Político Administrativo, possibilitando a conexão de todas as unidades do Governo, suportará a adoção de novas tecnologias de rede e serviços, otimizando a comunicação digital entre os órgãos do Executivo Estadual.

Segundo o presidente da MTI, Cleberson Antônio Sávio Gomes, a conectividade é fundamental para melhoria da prestação de serviços públicos de tecnologia. “São projetos totalmente alinhados aos objetivos do Governo do Estado de retribuir com qualidade o imposto arrecadado. A Infovia não é só um projeto de internet e voz, ela potencializa uma melhor entrega à saúde, segurança, educação, desenvolvimento econômico e social e a várias outras áreas. É isso que o torna relevante ", afirmou, Cleberson.

Segundo o diretor de Tecnologia e Comunicação da MTI, Cirano Campos Soares, a modernização da malha óptica da Rede Infovia faz parte das ações para tonar os serviços, oferecidos pelo Governo do Estado, mais acessíveis aos cidadãos e melhorar a sua eficiência.

“Conectividade é ganhar tempo, é melhorar a prestação dos serviços ao cidadão, é avançar com programas e plataformas digitais. Com este projeto, podemos inserir a iniciativa privada nesta conectividade, com mais rapidez e diminuição de custo”, disse.

Método

A MTI optou por utilizar o Método Não Destrutivo (MND), para a construção da rede, por ser uma técnica que utiliza alta tecnologia na instalação de tubulações, com mais rapidez e precisão. É feita com equipamentos de alta tecnologia, que visa proporcionar mais agilidade e precisão em obras de diversos segmentos. É um método considerado mais limpo, diminuindo os impactos ambientais e os transtornos de vias públicas, tendo como objetivo diminuir ou eliminar a necessidade de escavações para passagem de dutos.