Pular para o conteúdo
Voltar

Plano Estratégico da MTI coloca Mato Grosso na vanguarda dos governos digitais no país

Além do fortalecimento da empresa, o plano prevê a consolidação do Estado Digital, conectando os cidadãos aos serviços públicos de maneira mais rápida e eficiente.
Gustavo Nascimento | MTI

- Foto por: Gustavo Nascimento
A | A

O Plano Estratégico quinquenal, desenvolvido pela Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), coloca Mato Grosso na vanguarda dos governos digitais no país. O plano prevê uma série de ações e metas para a consolidação de um Governo Digital, com aumento na oferta das soluções tecnológicas, serviços digitais e melhorias na vida do cidadão mato-grossense.

O desenvolvimento e a evolução do aplicativo MT Cidadão é um dos exemplos mais práticos da aplicação do plano. Desenvolvido e mantido pela MTI, o MT Cidadão se tornou uma plataforma de transformação digital que possibilita a troca de informações entre vários órgãos e entidades governamentais, por meio de uma rede segura de interoperabilidade de dados. O aplicativo ainda disponibiliza em um só lugar vários serviços digitais essenciais e relevantes para o cidadão.

A iniciativa, inclusive, já foi apresentada e muito elogiada em webconferência da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEPTIC). 

Conforme a Unidade de Gestão Estratégica de Governança da MTI (UGGOV), o fortalecimento do conceito de Estado Digital, que engloba o Governo Digital e Cidadania Digital, é apenas um dos pontos contemplado no plano.

Este plano consignado como Estratégia de Longo Prazo da MTI, contempla, dentre outros elementos, as oportunidades, riscos, alinhamento às diretrizes de governo, mapa estratégico e os principais indicadores da estratégia.

Com uma duração de cinco anos (2020 a 2024), o plano é revisado e atualizado anualmente pela empresa. Essa revisão ainda passa pelo crivo do Conselho de Administração da empresa. Garantindo, assim, um alinhamento de iniciativas e expectativas.

O planejamento faz parte das boas práticas de gestão, além de atender às exigências legais da Lei Federal 13303/2016 e do Decreto Estadual 793/2016, de 28/12/2016.

“O nosso plano estratégico não é só para subsidiar a um elemento de obrigação legal. Ele é fruto do ato de repensar prioridades associadas efetivamente ao plano de governo atual, levando a MTI a ser um provedor de soluções tecnológicas para atender aos três principais eixos estratégicos do Governo:  aumentar a qualidade de vida para os mato-grossenses, apoiar através da tecnologia o desenvolvimento e sustentabilidade do Estado e modernizar e tornar mais eficiente a Gestão Pública ”, afirma o diretor vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes.

Segundo o diretor vice-presidente, a implantação das ações busca a eficiência pública, com entregas de soluções e serviços digitais que possibilitam a modernização da gestão pública e, principalmente, a melhoria dos serviços públicos ao cidadão.

“O Plano Estratégico traduz as estratégias nas iniciativas que a MTI possui, com sua capacidade intelectual e a potencialidade da tecnologia, valorizando as pessoas, para construção de um Estado mais eficiente, com menor custo e mais próximo do cidadão”.

O Plano também destaca esforços para a busca da sustentabilidade empresarial, como os desafios na redução de gastos e ampliação da receita. Sempre priorizando os recursos necessários (humanos, tecnológicos, financeiros e outros).