Pular para o conteúdo
Voltar

MTI adequa sistema do Detran para adesão ao novo modelo de placas padrão Mercosul

Com os ajustes, o Detran aguarda somente o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para que Mato Grosso passe a aderir a esse novo modelo de placa.
Karine Miranda | MTI

MTI adequa sistema do Detran para adesão ao novo modelo de placas padrão Mercosul - Foto por: Secom-MT
MTI adequa sistema do Detran para adesão ao novo modelo de placas padrão Mercosul
A | A

A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) realizou todas as adequações tecnológicas necessárias no sistema do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran) para que o órgão possa aderir à implantação do novo modelo de Placas de Identificação Veicular (PIV) padrão Mercosul. 

O uso das placas padrão Mercosul passará a ser adotado em todos os estados brasileiros a partir do dia 31 de janeiro. A obrigatoriedade está prevista na Resolução nº 780/2019, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).  

De acordo com o analista de TI da MTI que atua no Detran, Emanuel Daubian Neto, foi necessário preparar a estrutura da aplicação do DetranNet para adesão ao novo modelo de placa adotado pelo Governo Federal, além de ter que ajustar a própria aplicação. Já as aplicações externas também precisaram se adequar ao formato proposto. 

“O MT Cidadão, Totem, Portal, Talonário e as aplicações externas que utilizavam o padrão de formato anterior tiveram que passar por ajustes para atender a obrigatoriedade”, explicou.

O uso das placas padrão Mercosul são obrigatórias nos casos do primeiro emplacamento e também para os veículos que forem transferidos de município ou Estado.  Além disso, a instalação da nova placa é obrigatória em casos de roubo, furto, dano ou extravio da placa e nos casos em que haja necessidade da segunda placa traseira.

Já os proprietários de veículos que desejarem realizar a troca voluntariamente também poderão fazer assim que Mato Grosso  tiver adotado o novo sistema. Conforme informações do Detran, o órgão aguarda a gestão por parte do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para que o Mato Grosso passe a aderir a esse novo modelo de placa. 

Além de Mato Grosso, um grupo de 15 estados brasileiros também deverão se adequar. Até o momento, apenas os estados do Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Rondônia já aderiram à nova placa de identificação.