Pular para o conteúdo
Voltar

Alunos de informática do Instituto Federal de Rondônia visitam a MTI

Os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho desempenhado pela MTI e as atividades relacionadas à área de tecnologia.
Karine Miranda | MTI

Alunos de informática do Instituto Federal de Rondônia visitam a MTI - Foto por: Assessoria/MTI
Alunos de informática do Instituto Federal de Rondônia visitam a MTI
A | A

A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) abriu as suas portas para receber os estudantes  do 3º Ano do ensino médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (campus de Vilhena).  Eles tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho desempenhado pela MTI e as atividades relacionadas à área de tecnologia.

Além do ensino médio, os alunos cursam também o ensino técnico em informática – e a visita foi uma grande oportunidade para identificar se o caminho técnico que escolheram até agora será de fato o escolhido no futuro profissional de cada um. 

Por isso, durante a visita técnica, o grupo de 28 alunos e dois professores participou de uma palestra realizada pelo gerente da Unidade de Gestão Estratégica de Negócios (UGENE), Sandro Aguiar, e pelo analista desenvolvedor do setor, Marcos Daniel. 

Temas relativos às tendências na área de tecnologia para os próximos anos, linguagens de programação, inteligência artificial, impressora 3D e acesso à internet 5G foram os grandes destaques da palestra, que atraiu a curiosidade de alunos e professores. 

“A criatividade de vocês é que tem que ser despertada. A internet nivelou todo mundo. Independentemente do Estado onde você está, você tem a internet, que abre as portas para o mundo”, reforçou Marcos Daniel.

Para dar mais clareza sobre o universo da tecnologia e sobre o trabalho da MTI, o analista Marcos Daniel exemplificou vários conceitos da área, utilizando-se de aplicativos muito usados, como WhatsApp.  Ele apresentou ainda os padrões de qualidade e a arquitetura corporativa necessária para a área de TI, que inclui a área de negócio, informação, aplicação e tecnologia.

“Quando projetamos alguma coisa, devemos pensar um ambiente com essa arquitetura corporativa”, afirmou. 

Alunos conhecem a infraestrutura da MTI.

Além da palestra, os estudantes conheceram as atividades desenvolvidas em cada gerência da MTI, especialmente às relacionadas a infraestrutura de Data Center, visto que esse é o local onde estão hospedadas as aplicações e equipamentos, armazenadas informações, banco de dados, entre outros serviços prestados à administração pública. 

“Aqui nós monitoramos algumas aplicações, mas nosso forte é facilities e infraestrutura. Aqui é onde nós armazenamos as informações de maior segurança do Estado”, reforçou o gerente do Parque Computacional (GPAC), Gustavo Zanatta, ao explicar a importância de um Data Center para a área de tecnologia. 

Para o estudante João Pedro Araújo, de 18 anos, a visita foi uma oportunidade de reafirmar seu interesse em seguir estudando na área de informática e tecnologia.  “A visita foi muito boa para nos dar uma visão do que nosso curso pode ofertar para nós, o que podemos fazer depois do ensino médio e a oportunidade que podemos ter para crescermos profissionalmente. Quero cursar ciência da computação - e conhecer esse espaço me deixou ainda mais interessado”, disse.

A professora Marisa de Lima, que acompanha os estudantes, também avaliou como positiva a visita, que faz parte de uma série de atividades realizadas pelo Instituto Federal com os alunos, ao final de cada ano letivo.   

“O objetivo das visitas técnicas é mostrar o leque de opções para o curso que os estudantes estão encerrando. Antes do final do 3º Ano todos os cursos realizam visitas técnicas em locais que tenham vínculo com a formação que receberam. Acredito que eles tiveram uma boa experiência”, disse a professora.