Pular para o conteúdo
Voltar

Servidores da MTI participam de palestra para mudar "mindset" e melhorar resultados

O objetivo foi reconhecer os pontos fortes e fracos e, a partir daí, trabalhá-los a fim de obter resultados ainda melhores
Karine Miranda | MTI

Servidores participam de palestra para mudar "mindset" e melhorar resultados - Foto por: Assessoria/MTI
Servidores participam de palestra para mudar
A | A

Os colaboradores da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) participaram, na tarde desta quarta-feira (25.09), de uma palestra motivacional com foco na necessidade da mudança de mentalidade em relação à forma de atuar na empresa. O objetivo foi reconhecer os pontos fortes e fracos e, a partir daí, trabalhá-los a fim de obter resultados ainda melhores.

De acordo com o vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes, os colaboradores foram convocados a parar as atividades por algumas horas para que pudessem repensar a forma com que têm trabalhado e como podem melhorar, especialmente em razão do momento em que a empresa se encontra, com o número de colaboradores reduzido e a grande demanda de trabalho.

“Nesses tempos em que estamos passando por constantes provas e questionamentos, achamos interessante pararmos um pouco e refletirmos sobre o que estamos fazendo. Por isso, procuramos uma palestra que nos ajudasse a pensar em como podemos agir de modo diferente, pois não adianta nada fazer uma série de palestras e capacitações se não refletirem, na prática, em favor da gente e da empresa”, disse.

Ainda segundo Cleberson, a palestra é considerada um investimento que a empresa faz no colaborador e que ele faz em si próprio ao reconhecer suas dificuldades e limitações para tentar superá-las.

“Nós temos que começar a refazer aquele sentimento de pertencimento, de que nós todos pertencemos à MTI, de que aquilo que eu faço reflete na empresa, de que o pouquinho que estou fazendo posso fazer com que a empresa seja melhor”, afirmou.

Intitulada “Mudança de modelo mental para gerar resultados extraordinários”, a palestra foi conduzida por Adavilson Matias Caixêta, master coach e trainer e presidente da Progrhedir. Durante a palestra, ele explicou o que são modelos mentais e que eles são o principal fator para se obter sucesso, já que determinam as ações e comportamentos das pessoas e, por consequência, seus resultados.

Master coach realiza dinâmica com colaboradores da MTI

Segundo o master coach, é preciso mudar a forma de pensar para se obter resultados diferentes. “Se eu pressionar a letra A no teclado de um computador, vai aparecer a letra A no computador. Mas como vocês sabem, tem como eu pressionar a letra A e aparecer letra B se eu reprogramar a máquina. Se hoje você não tem resultados extraordinários, é necessária uma reprogramação do seu modelo mental”, disse.

Mas reprogramar não é medida fácil, segundo Adavilson. Isto porque os modelos mentais são baseados na biologia, linguagem, cultura e experiência pessoal de cada um – e superar traumas e crenças não acontece do dia para a noite. 

“Normalmente, quando você falha, a tendência natural é pensar que você não tem aptidão para aquilo, ou que você é fracassado.  E quando pensamos assim, desistimos. Então, é preciso reprogramar seu modelo mental para ver as falhas como aprendizado e oportunidade”, afirmou.

Adavilson explicou ainda que existem fatores que obrigam a mudança de modelo mental, como a legislação, por exemplo. Mas que a medida que assegura melhor resultado é a iniciativa própria. Para isso, é preciso reconhecer qual é o perfil que cada um possui, baseado nas experiências pessoais.

Por isso, o master coach realizou uma dinâmica com os colaboradores para identificar qual o perfil profissional, entre águia, lobo, gato ou tubarão, ao qual cada um se encaixa. O perfil águia é apontado como idealizador, o lobo é considerado organizador, o gato é o comunicador, enquanto o tubarão é o executor –  e de cada um dos perfis foram apresentados os pontos fortes e fracos.

“Identificando o perfil de cada um, fica mais fácil definir as melhores áreas de atuação dentro da empresa, além de conseguir criar um ambiente que propicie ao colaborador entregar bons resultados. Com esse ambiente fica muito mais fácil que haja a mudança de modelo mental, que a pessoa se dedique mais e tenha o sentimento de comprometimento”, finalizou.

A palestra foi encerrada com esclarecimento das dúvidas dos participantes e com uma tarefa de casa aos colaboradores: listar três resultados que desejam alcançar dentro da empresa, além de três comportamentos, hábitos, ações, pensamentos e crenças que desejam mudar.

Com a lista em mãos, devem firmar um compromisso consigo mesmo de que vão tirá-las do papel e, com isso, trazer melhores resultados para suas próprias vidas e seu desempenho dentro da empresa.