Pular para o conteúdo
Voltar

Aplicativo do Nota MT supera os 53 mil downloads

Até o momento, o aplicativo foi baixado 53.731 vezes, sendo 45.842 nos celulares com sistema Android e 7.889 no sistema IOS.
Karine Miranda | MTI

Aplicativo do Nota MT supera os 53 mil downloads - Foto por: Sefaz-MT
Aplicativo do Nota MT supera os 53 mil downloads
A | A

O aplicativo do programa Nota MT, criado para estimular o cidadão a solicitar o CPF na nota fiscal eletrônica, superou a marca dos 53 mil downloads para celulares. O Nota MT desponta como um dos principais aplicativos desenvolvidos atualmente pela Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), em parceria com a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

Até o momento, o aplicativo foi baixado 53.731 vezes, sendo 45.842 nos celulares com sistema Android e 7.889 no sistema IOS – e segue disponível no Play Store e na Apple Store, respectivamente, para ser baixado gratuitamente.

De acordo com o diretor-presidente interino da MTI, Kleber Geraldino, a boa aceitação do aplicativo se deve à facilidade e à praticidade do seu manuseio, bem como sua funcionalidade. 

Com o aplicativo o cidadão consegue acompanhar os bilhetes gerados mensalmente para participação nos sorteios do Nota MT, das datas programadas, dos resultados e das premiações. No primeiro sorteio, realizado há 15 dias, foram sorteados mil prêmios de R$ 500 e cinco prêmios de R$ 10 mil, que já foram entregues aos vencedores.  

Foi inclusive a facilidade de se saber o resultado da premiação, no momento seguinte ao sorteio, um dos fatores que impulsionaram ainda mais o número de downloads do aplicativo, segundo Geraldino.

Além do aplicativo, as informações referentes aos sorteados ficam ainda disponíveis no portal do programa, também desenvolvido pela MTI e Sefaz. Ao todo, 87.785 pessoas já se cadastraram no programa desde seu lançamento, há quase dois meses.

Outra funcionalidade disponível no aplicativo é o “Meu CPF", que disponibiliza o número do CPF da pessoa cadastrada no programa em formato de código de barras, na tela do celular. A ferramenta agiliza a emissão da nota fiscal, uma vez que evita que o cidadão tenha que repetir os números do CPF todas as vezes em que quiser incluí-lo nas notas fiscais, no momento da compra, ocasionando possível demora. 

No aplicativo também é possível que o cidadão consulte, a qualquer hora, as notas fiscais emitidas em nome dele, mês a mês e anualmente. Assim, o cidadão não tem mais a obrigatoriedade de guardar a nota impressa em papel. Isto porque, após a emissão da nota e transmissão para a Sefaz, o documento pode ser visualizado de forma quase instantânea no aplicativo e fica disponível para consulta e até impressão.

Nova versão

Para a próxima versão do aplicativo, a MTI estuda incluir outras funcionalidades, como a pesquisa de menor preço, que irá realizar uma consulta na base de dados de notas fiscais emitidas e mostrar quais são os menores preços praticados por bairro, cidade ou mesmo de todo o Estado.