Pular para o conteúdo
Voltar

MTI anuncia PDV e pode gerar economia de até R$ 6 mi em 2019

Tatiane Salles - Assessoria de Comunicação

- Foto por: ARQUIVO
A | A

A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação – MTI lança o Plano de Demissão Voluntária (PDV), para seus funcionários. A ação pode impactar em uma economia de aproximadamente R$ 6 milhões ao Estado, já em 2019.

A definição para instituir o PDV foi criada pela MTI no ano de 2016. Após longos estudos e simulações realizadas, chegou-se ao modelo atual autorizado pelos conselhos da empresa.

O presidente da MTI, Evaristo Fava, explica que o grande desafio era encontrar uma solução considerando o cenário econômico que o estado enfrenta.

"Fizemos todo o trabalho buscando uma solução que ao mesmo tempo gerasse incentivos para que os funcionários aderissem ao programa mas principalmente gerasse economia aos cofres da empresa e consequentemente do govermo estadual."

De acordo com o relatório de vantagens, realizado pela equipe do PDV, mesmo com o valor das parcelas fixas durante o período de indenização, sobre essas indenizações não haverá a incidência de encargos fiscais, sociais e demais benefícios empregatícos, ou seja,, não irá ocorrer oneração na folha de pagamento.

Outro benefício que pode vir, considerando a perspectiva positiva para o crescimento da economia nos próximos anos, é a possibilidade para abertura de um novo concurso na empresa, oxigenando quadro de pessoal com o ingresso de novos talentos.

Mesmo para os empregados próximos da aposentadoria compulsória, os valores totais recebidos serão equivalentes do que receberiam se continuassem na empresa até a sua saída definitiva.

Com o pagamento de forma parcelada, o empregado garante uma renda mensal por um período significativo, evitando que o mesmo faça grandes investimentos, caso a indenização fosse paga à vista, o que poderia trazer arrependimento pela adesão ao PDV.

Os funcionários interessados em aderir ao programa precisam preencher alguns requisitos, como por exemplo, ter idade igual ou superior a 45 anos até a data de desligamento e com no mínimo 20 anos de trabalho na MTI até a data a demissão voluntária.

Outro critério para adesão ao PDV diz respeito a empregados com benefício de aposentadoria concedido pelo INSS até a data de desligamento da MTI. Se os interessados não preencherem a uma das duas exigências a adesão será considerada nula.

Resolução 006/2018




Veja Também