Pular para o conteúdo
Voltar

Workshop mostra importância da tecnologia na preservação de documentos

Assessoria de Imprensa MTI / SEGES

Assessoria
A | A

Projeto de Sistema Integrado de Gestão Documental – “SIGA-DOC” que será implementado pela Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), para tornar os processos dentro do Governo inteiramente eletrônicos, foi destaque durante a segunda edição do Workshop “Boas Práticas na Gestão de Documentos nos Órgãos e Entidades do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso”.

O encontro foi realizado pela Secretaria de Estado de Gestão, por meio da Superintendência de Arquivo Público, na última semana e reuniu servidores de diversos órgãos para troca de informações sobre as boas práticas desenvolvidas, os desafios e o planejamento de ações para o próximo ano.

O projeto é uma parceria do Arquivo com a MTI, e apresenta uma tecnologia quer permitirá a autuação e o processamento administrativo de forma eletrônica, reduzindo custos, além de agilizar de forma substancial a comunicação e o processamento, facilitando o controle e rastreamento dos processos.

Para o diretor de Gestão Estratégica e Monitoramento de Resultados da MTI (DGEM), Cirano Soares, o projeto gerará economia de recursos com a considerável diminuição das autuações físicas e a redução do uso de papel, bem como o aumento da celeridade na tramitação dos procedimentos administrativos, permitindo apurações e decisões mais ágeis”.

Segundo a superintendente do Arquivo Público, Vanda da Silva, o evento mostra a importância da tecnologia na gestão de documentos. “Esse é o momento de encontro onde as secretarias podem mostrar as práticas que desenvolveram dentro das secretarias com a orientação do Arquivo como órgão central. Nós capacitamos, tiramos dúvidas, atendemos, e esse é o momento de mostrar efetividade dessas ações. Sem o trabalho conjunto a gestão de documentos não avançaria”, comenta a superintendente sobre o trabalho apresentado.

A superintendente lembra que os arquivos e documentos representam informações valiosas sobre o Estado, e devem ser manuseados e armazenados corretamente para garantir a sua preservação histórica.

O encontro reuniu servidores de diversos órgãos para troca de informações sobre as boas práticas desenvolvidas, os desafios e o planejamento de ações para o próximo ano.