Pular para o conteúdo
Voltar

Lei das estatais pode revolucionar empresas públicas

Tatiane Salles - Assessoro de Comunicação

Arquivo
A | A

A Lei 13.303/2016 que dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e de suas subsidiárias, impactou de forma revolucionária no dia-a-dia das empresas públicas. Um dos grandes benefícios é de torná-las mais dinâmicas, especialmente em seu modelo de operação para possibilitar maior competitividade, sobrevivência e sustentabilidade.

A lei traz a oportunidade para Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação – MTI viabilizar serviços com parceiros públicos e privados com maior agilidade e com otimização comercial.

Para o diretor presidente da MTI, Evaristo Fava, esse trabalho conseguirá gerar novas frentes de valor, como acesso a novos mercados, trazer expertise para os processos, para a equipe e também fortalecer a governança corporativa.

“É uma excelente oportunidade atendermos as diversas demandas represadas, para também adotarmos uma nova postura de negócios, e expandir nossa capacidade de produção e entrega de resultados”, concluiu Fava.

O assessor executivo da MTI, Sandro Brandão, explicou que dentre as várias oportunidades que a lei apresenta às empresas públicas, a possibilidade real de estabelecer parcerias estratégicas é que permitirá viabilizar ganhos de produtividade, desenvolvimento de novas tecnologias e aumento de receita para a MTI.

“A empresa está em fase de implantação de seus regulamentos para orientar as etapas e procedimentos necessários para a formação de parcerias na MTI, buscando ainda fomentar a inovação, atender o Plano Estratégico, fortalecer os negócios, as operações e melhorar a capacidade tecnológica da Empresa”, finalizou Brandão.